terça-feira, 11 de julho de 2017

Brasil:Estranha aparição em acidente de carro


Em “Demônio aparece em foto de acidente em SP e foto viraliza na internet” iremos ver o aterrorizante caso de uma aparição sobrenatural que está dando o que falar na internet nos últimos dias, deixando até pessoas mais céticas perplexas diante do acontecimento.

A foto deste acidente que aconteceu nas proximidades da cidade de Palheiros – SP, está dando o que falar, tudo por que alguém encontrou o que chamou de ‘demônio’ que aparece na foto.

De acordo com o site Gospel Geral, os responsáveis pela postagem analisaram cuidadosamente a imagem para certificar-se que não havia algum tipo de montagem, visto que seria bem comum, pois sempre há quem gosta de pregar peças nas pessoas tentando assim amedrontá-las. Segundo eles, não havia sobreposições na imagem.


A mulher quem tirou a foto, alega que não era possível notar nada no local, somente percebeu que aquela figura estava ali depois de revelar a foto. Realmente o aspecto que se dá, é de algo com muitas sombras parado ali no local, meio desfigurado o que deixou muita gente com medo.

Obviamente não podemos afirmar se houve ou não manipulações na imagem, tampouco se a figura que aparece, não é se trata somente de algumas pedras ou árvores no meio da natureza. E você, acredita em fantasmas? Acha que a foto pode ser verdade?

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Mistério!Mulher desaparece diante de pessoas após se jogar na frente de trem em movimento


Dezenas de passageiros testemunharam  o momento terrível quando uma mulher caminha na frente de um trem , mas depois desaparece diante deles. Aqueles que estavam presentes agora estão convencidos de que a mulher é um fantasma, porque não havia nenhum sinal de que sobre os trilhos e ninguém a viu deixar o local.

Passageiros que esperam para ver o corpo da mulher depois que ela se jogou na frente do serviço de trem. Mas, surpreendentemente não havia  nenhum sinal dela quando o trem deixou a estação Ghatkopar , East Bombaim. Inicialmente chefes ferroviários pensou que a mulher sem nome, que provavelmente tinha a intenção de tomar a sua própria vida, eu fui longe das pistas.

Mas aqueles que viram as câmeras de segurança de vídeo  estão convencidos de que a mulher era um fantasma . O vídeo perturbador mostra como trem chegando em uma estação cheia de passageiros, com a mulher misteriosa localizado na outra extremidade da plataforma. De acordo com as imagens, ela usa um sari e está perigosamente perto para a borda da estrada.

Eles foram incapazes de ajudar, porque o motorista parou o trem na estação, embora  esperado para encontrar seu corpo desmembrado entre as faixas . Mas misteriosamente, ninguém foi capaz de encontrar nenhum sinal da mulher.

                                           Assista o vídeo:

                 fonte:NH-65 PRODUCTIONS

terça-feira, 4 de julho de 2017

Curioso:"Shadows from the Walls of Death" O livro assassino que mata ao tocá-lo


Desde pequenos nós somos incentivados a ler para criar esse habito quando formos mais velhos. A leitura nunca é demais, assim como o conhecimento que adquirimos através dos livros, certo?!
Nem sempre meus caros amigos. Houve um tempo aonde certos livros e ensinamentos eram considerados muito perigosos e não podiam ser lidos por qualquer pessoa, pois possuíam conteúdos sombrios e perversos.Foram vários os livros que foram banidos ou queimados da face da Terra, normalmente os assuntos abordados nesses manuscritos falavam sobre magia negra, pactos demoníacos, receitas de como preparar venenos mortais e até mesmo de como ressuscitar os mortos.
Mas existe um livro em especial, que pode literalmente te fazer passar dessa pra melhor, ou pra pior né.Conheça agora mesmo qual é "O livro assassino" (que mata quem tocá-lo).

                                                               Assista o vídeo:
     
                 fonte:Fatos Desconhecidos

sábado, 1 de julho de 2017

Incrível!Menino de 4 anos lembra de sua vida passada como cozinheiro de George Washington


Assim que as crianças aprendem a falar, alguns são capazes de ter histórias muito detalhados de pessoas, lugares e circunstâncias relacionadas com vidas passadas. Na última década, tem havido um grande número de crianças que alegam para lembrar suas vidas passadas . Um dos casos mais importantes da nossa história foi a de James Leininger, cuja história chocou o mundo em 2005. Leininger parecia como todas as crianças, mas tinha uma fixação com aviões de brinquedo. Na verdade, pouco se obcecado com aviões e freqüentemente usada terminologia impossível saber para qualquer criança de sua idade. Esta terminologia incluiu referências a partes da aeronave.

Mais do que apenas a imaginação

Tristan Martin estava assistindo um episódio de Tom e Jerry na televisão, quando sua mãe Rachel disse a ele que o jantar estava pronto na cozinha. Mas, aparentemente, os cheiros de comida lhe causou uma reação inexplicável em sua memória.

"Você se lembra, há muito tempo, eu usei para cozinhar na cozinha de George Washington? Era uma criança " , sua mãe disse Tristan.

No começo de sua mãe pensou que seu filho estava brincando com sua imaginação , de modo que eles queriam para participar quando perguntado se ela tinha estado lá.

"Sim. Éramos pessoas marrons. Mas depois da minha morte, eu não conseguia respirar " , respondeu Tristan.


O pequeno quatro - ano fez um gesto com os braços envolvidos em torno de sua garganta. Só por curiosidade, Rachel decidiu para investigar a história que explicou seu filho e encontrou seu cozinheiro, Hércules, teve três filhos chamados Richmond, Evey e Delia. Sem explicar nada sobre o que tinha descoberto, Rachel perguntou ao filho se ele se lembrava de um nome e a resposta a deixou sem palavras. Ele disse que se lembrava dos nomes de Richmond e Evey , mas havia um terceiro não sabia quem ele era.

Especialistas investigam o caso afirmaram que esta lacuna em sua memória foi a evidência de que Tristan era, de fato, Delia em uma vida anterior, uma menina que ajudou seu pai preparar as refeições para o presidente George Washington.

Crianças e vidas passadas

A história foi pesquisado pelo Dr. Wayne Dyer e seu assistente Dee Garnes. Dr. Dyer era um psicólogo de renome e escritor de auto-americano - ajuda que morreu em 29 de agosto de 2015. Antes de sua morte, ele conseguiu a escrever o livro intitulado "Memórias de Céu: infantil surpreendentes Recollections do tempo antes que eles vieram para a Terra " e publicado em 15 de dezembro deste ano, que recolhe semelhantes aos de pequenas histórias Tristan Martin. Mesmo Dr. Dyer diz em seu livro que sua filha Serena, às vezes falando em uma língua estrangeira durante seus sonhos . Mas o mais desconcertante para Dr. Dyer foi quando sua filha que sua mãe biológica não reconheceu ela como a mãe disse.

"Você não é minha verdadeira mãe" , disse a filha do Dr. Dyer para sua mãe biológica. "Eu tenho uma mãe de verdade, eu me lembro, mas não você."


A partir desse momento o Dr. Dyer decidiu  investigar dezenas de casos de crianças que reivindicaram a se lembrar de suas vidas passadas e recolhidos em seu livro, baseado nas cartas e e-mails enviados para os pais. O livro inclui também o caso de uma menina que alegou para ser um soldado da guerra e casos de crianças que reivindicaram a ser parentes distantes. Como Judy Knicely, que ficou sem palavras quando sua filha de três anos de idade assegurou-lhe que ele se lembrava de ser uma criança , e morreu quando ele tinha apenas quatro anos. E, de fato, a avó de Judy perdeu um filho pouco antes de seu quarto aniversário.

Outro caso inexplicável detalhado no livro foi o de Suzanne Robinson, que ela adormeceu, apenas para acordar com sua filha de três anos alisando o cabelo dela e dizendo: "Você não se lembra? I utilizado para ser sua mãe " . E Zibby Visitante, Chester, que disse que seu segundo filho chamado Ronnie foi de 16 meses de idade, quando ele começou a falar, e ele repetiu uma e outra vez a sua "outra casa" , onde ele era um adulto com outra mãe e pai. Embora um dos casos mais chocantes do livro era os EUA Susan Bowers, que não sabia se a chorar ou rir quando seus três anos, enquanto os laços são amarrados, ele disse: "Eu costumava a ser um homem, mas eu acho que eu vou ter que aprender a fazer isso de novo. "

Dr. Dyer, que passou anos lutando contra leucemia, foi capaz de investigar e recolher lotes de casos sobre as crianças que se lembravam suas vidas passadas antes de morrer de um ataque cardíaco. Agora, a pergunta que fazemos é: quando reencarnarmos  vamos lembrar quem era?



quinta-feira, 29 de junho de 2017

Portal do Inferno?Casa com mais de 200 demônios em Indiana(EUA)


Num mundo cada vez mais cético, a história de que uma casa seria assombrada por demônios não chamaria tanto a atenção. Mas o fato de a Polícia reconhecer a tal possessão demoníaca, sim.

Uma casa no estado norte-americano de Indiana seria um “portal do inferno”, segundo o capitão da Polícia de Gary, cidade no interior do estado.

As primeiras ocorrências que atraíram a atenção da Polícia para a casa foram relatadas por uma família que vivia no local. Os depoimentos incluíam cenas que poderiam ter saído de qualquer filme de terror, como crianças levitando, enxames de moscas durante o inverno, pegadas misteriosas, vozes, entre outros.

Uma imagem que mostra uma silhueta na janela da casa, após a Polícia ter vistoriado o local, correu o mundo essa semana. “As autoridades dizem que a casa estava desocupada no momento que a foto foi tirada”, noticiou o Indianapolis Star.

A última moradora da casa, Latoya Ammons, corroborou as histórias e afirmou que os demônios haviam possuído o local. “Os demônios possuíram a mim e as crianças muitas vezes. Cada vez que isso acontecia, as crianças tinham os olhos esbugalhados, um sorriso perverso em seus rostos e suas vozes se tornavam cavernosas”, disse a ex-moradora.

“Vinte anos, e eu nunca ouvi nada parecido na minha vida. Eu estava me assustou quando eu entrei no quarto”, afirmou o doutor Geoffrey Onyeukwu, médico que examinou a dona de casa e seus três filhos, e que classificou como “bizarras” as visitas que fez à família.

Aconselhada por lideres religiosos a realizar uma limpeza na casa e queimar enxofre em toda a casa, enquanto lia o Salmo 91, a moradora pôs em prática a estratégia, e mesmo com o ritual de exorcismo, a casa continuou assombrada.

Durante um atendimento médico residencial, um dos filhos de Latoya passou a rosnar e sussurrou para o irmão mais novo: “É hora de morrer. Eu vou te matar”. Depois disso, caminhou de costas até a parede, deu um salto mortal e caiu de pé.

“Ele caminhou até a parede, virou-se e ficou lá. Não há nenhuma maneira que ele poderia ter feito isso”, disse a enfermeira Willie Lee Walker. “Nós não sabíamos o que estava acontecendo. Isso foi uma loucura. Eu só conseguir pensar: ‘Precisamos ir embora daqui’”.

A família foi obrigada a se mudar e um padre que teria visitado o local afirmou que realmente as pessoas estavam amaldiçoadas: “Eu acho que houve uma maldição colocada sobre a mãe, e que ela era o foco”, afirmou o padre Maginot.


Esta casa com sede de demônios em Indiana acredita estar coberta de espíritos que podem ter até 200 espíritos diferentes que vagam pela casa.

                                                            Assista os vídeos:   

                 fonte:SignsofThyComing


                 fonte:brenton sawin Mysteries To Search


                 fonte:PatrynWorldLatestNew

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Horror!!Mãe descobre estranha imagem junto com seu bebê na cama


Você já teve a estranha sensação de que alguém está te observando, apesar de estar sozinho? Poderia ser algo mais do que imaginação. Sinais de que um espírito ou fantasma está perto incluem mudanças bruscas de temperatura, odor estranho ou objetos que se movem por si mesmos. Estas entidades também pode ocorrer através de sonhos . Realmente existem fantasmas?

Isso é algo que não podemos responder. Tudo depende do que você acredita. Afinal de contas, é uma questão de fé. Aqueles que nunca tiveram experiência com fantasmas são suscetíveis de ter uma mente fechada, cético. Enquanto aqueles que tiveram tais experiências dizem que não. E este tem sido o caso de uma mãe que afirma ter visto o fantasma  com seu filho de 18 meses.

Entidades Sobrenaturais

Laura Haigh e seu parceiro Dean Evans instalou uma câmera no quarto de seu filho, depois que ele tentou para deixar seu berço. Mas quando Laura, de 39 anos e mãe de quatro filhos, encontrou as imagens registradas da noite passada ficou horrorizada ao ver o fantasma ao lado do bebê que dorme . Laura também disse que em outras imagens uma figura estranha aparece rever seu filho,a casa de Sebastian Evans  localizada em Plymouth, Devon, Inglaterra.


Dean, um construtor de barcos 42, depois de ver a silhueta misteriosa com seu filho foi rapidamente lá em cima na esperança de encontrar um urso de pelúcia no berço, mas descobriu que Sebastian dormia sozinho.

"Quando percebi a presença desse rosto no canto da cama chamei minha irmã através do Skype, mas não viu nada" , Laura disse ao tabloide britânico Daily Mirror . "Às vezes um urso é trazido para a cama com ele, então no começo eu pensei que poderia ser isso, mas parecia estranho. Dean me disse o mesmo, que era apenas um bicho de pelúcia e foi direto para cima. No entanto, ele ficou surpreso ao ver que não havia nada lá, mas o rosto ainda estava aparecendo no monitor. Eu estava um pouco assustada porque não acredito nesse tipo de coisa e apenas não se pode explicar . Isso abriu sua mente um pouco, mas não gosta de falar muito sobre isso. Eu verifiquei a câmera e estava funcionando corretamente. Amigos acho que é realmente assustador. Seja o que for,o que ficou na cama até 1:30 pm  desapareceu quando ela foi para alimentá-lo. Mas à noite as coisas se movem. "

Surpreendentemente Laura não está com medo porque acredita que, se o fantasma tinha más intenções Sebastian teria chorado . Ela acrescentou que tem visto seu filho acenando para as coisas que são não vistos na sala. No entanto, esta não é a primeira experiência paranormal da família. Na verdade, Laura diz que ouve barulhos na casa e vê fotos na parede de cabeça para baixo.

"Sebastian está muito bem , " acrescentou Laura. "Acho que ele pode vê-lo. Sebastian dormi bem todas as noites e até mesmo parecia a abraçar algo. Se você não tem medo, então isso é bom. Se você tem mente negativa.Também é verdade que tivemos algum tipo de atividade paranormal na casa, mas não é uma presença ruim. Foram encontradas fotos de cabeça para baixo e objetos que caíram por conta própria. Houve coisas que desapareceram enquanto eles estavam lá apenas momentos antes. Orbs quase sempre vejo sombras misteriosas nas fotos. Às vezes ouvimos crianças correndo no andar de cima quando ninguém ou mesmo quando as crianças ainda não estão em casa. Ouço gritar meu nome quando ninguém estava em casa. No entanto, este é certamente a mais clara evidência que temos visto até agora ".



Ambos Laura e seu parceiro Dean devem estar realmente preocupados. Eles devem saber que as entidades de proteção não assustam as pessoas , geralmente enviar sua ajuda por sentimentos ou visões positivas. Enquanto espíritos e fantasmas começam com suas aparições com simples movimentos de objetos ou aparecem em fotos para o pesadelo  dos membros da família.

O que você acha sobre as imagens? Você acha que isso é um verdadeiro fantasma?

                                           Assista o vídeo:

                 fonte:jordi villanueva

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Mistério:Será que fantasmas podem aparecer em fotografias?

                                                 foto meramente ilustrativa do filme"Espíritos"

Não é de hoje que pesquisadores vêm se dedicando a obter imagens fotográficas do que julgam ser a outra dimensão (ou qualquer que seja a denominação escolhida). Mas nos últimos anos várias pesquisas mais apuradas vêm sendo realizadas, com destaque para as imagens dos chamados orbs e as transfotos.

Uma fotografia doméstica comum obtida, por exemplo, durante uma festa de aniversário, pode apresentar imagens que, de forma alguma, deveriam estar ali: luzes difusas, às vezes como uma neblina encobrindo parte dos objetos ou das pessoas fotografadas, ou pontos de luz brilhante… Algumas fotos tiradas à noite em lugares ermos, ou em cemitérios, mostram luzes de formato esférico, mais ou menos brilhantes, de tamanhos diversos. Nenhuma dessas imagens, no entanto, podia ser vista a olho nu, no momento em que as fotos foram tiradas.

Esse fenômeno tem chamado cada vez mais a atenção de grupos de pesquisa em todo o planeta, e a quantidade de fotos que invadiu a internet é surpreendente. Ou o fenômeno multiplicou-se, ou as pessoas passaram a prestar mais atenção nesses pequenos “defeitos” fotográficos. Ou ainda, segundo alguns investigadores, a quantidade de fotos fraudulentas aumentou consideravelmente com a divulgação do tema e conseqüente aumento do interesse público.

Nos EUA, geralmente o fenômeno é designado pelo termo genérico “orbs” (globos). No Brasil, ainda não se fala muito sobre isso, embora o Instituto Medeiros de Pesquisas Conscienciais venha fazendo algumas pesquisas a respeito, tratando o fenômeno pelo nome “transfotos”.

No momento, parece impossível dizer exatamente do que se trata. Para uns, seriam imagens obtidas do além, como representações das energias dos desencarnados; para outros, seriam fenômenos naturais perfeitamente explicáveis, ainda que nem sempre essa explicação seja facilmente fornecida. Alguns acreditam que se trata de artefatos alienígenas ou formas de comunicação extraterrestre, com os objetivos mais variados.

Entretanto, a verdade é que pouco ou nada se sabe de fato sobre o fenômeno.

Desenvolvendo a Técnica

Nem tudo de “estranho” que aparece numa fotografia pode ser identificado como um orb. Seu formato é esférico (daí o nome) e pode perfeitamente ser um reflexo de luz na lente da câmera, o que acontece com alguma freqüência. O surgimento de pontos de luz de cores variadas também pode ocorrer pelo tipo de luz existente no local fotografado, de modo que o negativo da foto deve ser analisado cuidadosamente por especialistas para que seja comprovado não se tratar de um problema técnico.

No caso das transfotos, geralmente existe um controle maior sobre o que está sendo feito, em alguns casos com experiências em ambiente controlado, e as imagens não assumem necessariamente o formato esférico. Geraldo Medeiros, fundador do Instituto Medeiros de Pesquisas Conscienciais, falou sobre uma fotografia obtida numa sala, na qual se vê um grande espelho ao fundo, refletindo as pessoas que estavam sentadas no local no momento. Quando a foto foi revelada, na imagem do espelho é possível ver uma pessoa já falecida, sentada no sofá ao lado dos vivos.

Mas esse é um exemplo raro, de um caso não programado e sem qualquer controle. Medeiros criou um ambiente específico para obter suas fotos, utilizando um filme de 800 ASA. As fotos são obtidas dentro de uma sala isolada de eletromagnetismo e com uma luz azul – que tem uma freqüência próxima do ultravioleta –, sem qualquer luminosidade externa. Na câmera, utiliza-se a velocidade B, que permite manter a objetiva aberta de quinze a vinte segundos para cada foto. A câmera precisa ficar num tripé, para evitar as trepidações que poderiam fornecer uma falsa imagem ou sobreposições. As fotos são obtidas de maneira aleatória, focalizando qualquer local da sala fechada, e a revelação pode ser feita em qualquer laboratório. Geralmente, as imagens devem ser observadas com cuidado e atenção, pois não são muito visíveis.
Geraldo Medeiros chamada essa forma de comunicação, ou transcomunicação, de “comunicação interdimensional”. “Imaginem que”, ele explica, “momentaneamente, duas dimensões se interconectam, e esse ponto em comum de conexão é oscilante demais. Então, nós precisaríamos encontrar uma forma de estabilizar essas oscilações”. Essa tentativa de “estabilizar a conexão” vem sendo, na verdade, a busca de muitos pesquisadores na área. Se obtida, permitiria uma comunicação com a outra dimensão sem a intermediação de médiuns.
Globos de Luz
Os chamados orbs obedecem a padrões um tanto diferentes, e são mais comuns nas chamadas “casas assombradas” ou em cemitérios. O que têm em comum é que são invisíveis a olho nu, mas costumam aparecer em fotografias. Alguns “caçadores de fantasmas”, especialistas em pesquisar locais tidos como assombrados, dizem que podem localizar os orbs através de aparelhos especiais de medição de temperatura ou de eletromagnetismo, e ainda utilizando equipamento para enxergar no escuro.
Troy Taylor, presidente da American Ghost Society, diz que é fácil identificar os falsos orbs dos verdadeiros: os falsos são sempre da cor branca ou azul muito claro, transparentes, enquanto os verdadeiros têm uma aparência mais densa e não é possível ver através deles. Também é importante observar se o orb está em movimento, o que seria um bom sinal de que a imagem é genuína.
Taylor acredita que muitas das fotos obtidas em cemitérios são facilmente explicáveis. O simples fato das pessoas andarem pelo local à noite, tirando fotografias, faria com que se levantassem partículas de poeira que, quando fotografadas de muito perto e com o efeito do flash, poderiam surgir na imagem como orbs. Ele diz que isso não explica todas as imagens obtidas, mas que a maioria poderia ser descartada devido a acontecimentos desse tipo. Portanto, cuidado com as fotos obtidas próximas de estradas de terra.

O pesquisador Philip Carr, colaborador da revista Fortean Times, fez ele mesmo uma experiência nesse sentido, deixando cair pó de canela em frente à lente da câmera, obtendo um belíssimo efeito de inúmeros orbs.

A dificuldade em determinar a validade das fotos dos orbs levou muitos pesquisadores a desacreditar no fenômeno, mas ainda existem muitas dúvidas. Não são poucos os que compreendem que os objetos são formas de vida que assumem essa aparência de “bolas de luz”, geralmente se locomovendo em grupos. São vistos como as próprias almas, ou “forças de vida”, e alguns médiuns e psíquicos afirmam conseguir se comunicar com elas.

Seriam, então, os espíritos que se mantêm presos à terra, a locais específicos, sem conseguir se libertar ou mesmo perceber a situação em que se encontram. Difícil é explicar porque assumiriam essa forma de bolas de luz, e não manteriam a mesma forma que tinham em vida.

Fotos em Cemitérios

Pode ser que os pesquisadores americanos estejam certos ao afirmarem que fotos obtidas em cemitérios devem ser muito bem analisadas, para não se criar confusão. No entanto, Geraldo Medeiros e um grupo de pesquisas obtiveram fotos impressionantes num cemitério abandonado há anos. E não estamos falando de algumas “bolas de luz”, mas de centenas de pontos luminosos.

Medeiros recebeu a informação de que fenômenos estranhos estariam ocorrendo num local próximo à cidade de Jaboticabal, norte do estado de São Paulo. Reuniu alguns pesquisadores e dirigiu-se até o lugar conhecido pelos habitantes locais como “Sete Catacumbas”, um cemitério abandonado onde ainda podiam ser vistos resquícios de covas, algumas lápides e uma pequena capela.

O primeiro sinal de algo estranho que perceberam não pôde ser medido, mas foi sentido por todos na equipe: o chão parecia estar tremendo, como se um metrô estivesse passando sob seus pés. Começaram a fotografar o local, de vários ângulos, utilizando o mesmo método aplicado nas transfotos realizadas nas pesquisas em locais fechados, ou seja, mantendo o obturador aberto por períodos de quinze a vinte segundos. As imagens foram prejudicadas, uma vez que não levaram um tripé: tiveram de utilizar pedras para apoiar a câmera.

Uma das características das transfotos – sejam aquelas obtidas em ambientes controlados ou em locais sem controle – diz respeito às pessoas envolvidas na experiência. Elas começam a experimentar sensações diferentes, como se pessoas estivessem presentes, ainda que não as possam ver. Medeiros entende que isso é um indício de que algum tipo de conexão está sendo estabelecida entre a nossa dimensão e uma outra. E foi exatamente essa sensação que os pesquisadores tiveram na ocasião.

Fotografaram até próximo de meia-noite. Mais tarde, quando as fotos foram reveladas, mostraram a presença de inúmeros pontos de luz em vários locais do cemitério, e que não puderam ser percebidas pelo olho humano. Algumas fotos tiradas diretamente das tumbas apresentaram brilho e coloração excessivos, o que não poderia ser explicado pela exposição normal da película fotográfica.

Em uma foto obtida no interior da capela, pôde-se perceber a presença de dois vultos, duas silhuetas com forma humana, onde concretamente não havia ninguém. Num descampado atrás de uma lápide, os pontos captados pela câmera dão a impressão de formar uma verdadeira floresta de luzes.

Posteriormente, quando investigou a história da região, Medeiros ficou sabendo que nos anos de 1896, 97 e 98, a febre amarela atacou de forma violenta a região, causando muitas vítimas. Um dos locais escolhidos para enterrar os mortos foi, justamente, Sete Catacumbas. O detalhe aterrorizante é que nem sempre as pessoas eram enterradas já mortas. Em alguns casos, o medo do contágio fazia com que enfermos ainda agonizantes fossem enterrados nas valas, ou queimados ainda vivos.

Tentativas de Explicação

Alguns cientistas dizem que não há o que explicar com relação a essas imagens. Trata-se de fenômenos naturais, como o fogo-fátuo – geralmente comum em pântanos ou mesmo cemitérios, estando associado à lenda do boitatá – ou as luzes produzidas pelos terremotos devido à fricção de determinados tipos de minerais, mais comuns em outros continentes. O detalhe é que essas luzes, também conhecidas como “luzes da terra”, podem ser vistas a olho nu, o que não ocorre com os orbs e outras imagens que surgem em fotografias.

Para outros estudiosos, ainda é válida a teoria de que os seres humanos são capazes de “impressionar” energeticamente o local em que vivem, ou o local em que morrem, causando alterações físicas e energéticas. Isso teria mais validade especialmente quando a morte envolve grande dor física, sofrimento mental ou emocional. Geraldo Medeiros diz que uma das características das transfotos é que elas são obtidas em momentos de grande carga emocional – seja por parte de quem está fotografando, seja das pessoas envolvidas com o momento.

Algumas pessoas que têm perseguido o tema dos orbs, nos EUA, entendem que essas almas, ou inteligências, assumem a forma esférica por demandar menos energia para ser formada, o contrário do que ocorre nos casos em que se formam corpos humanos, mais ou menos completos – mas não se tem muitas explicações mais detalhadas sobre como essas informações foram obtidas.

O fato é que as pesquisas nesse sentido ainda são realizadas de forma um tanto tímida em todo o planeta. Por que em determinados momentos essa comunicação com o outro mundo é tão forte a ponto de imagens completas de desencarnados surgirem em fotografias, tão nítidas e perfeitas que são confundidas com os vivos? E por que, em outros casos, as imagens são tão desvanecidas que mal se pode perceber as silhuetas com forma humana?

Talvez seja esse o caminho pelo qual a pesquisa com caráter científico deva seguir nos próximos anos, procurando estabelecer que tipo de energia e relação existe entre os dois mundos, e como ela é utilizada para se fazer a conexão. Não é um trabalho fácil, mas os resultados podem ser fascinantes e abrir possibilidades imensas.

                                          Assista os vídeos:

                 fonte:RECTRANSFER compilações em áudio e vídeo


                 fonte:Raposa Colorida